mercado

Resumo de resultados: 29/Out/2021

...

ASSAI ATACADISTA S.A.
Faturamento bruto alcançou R$ 11,7 bilhões no 3T21, patamar recorde em um trimestre, com adição de R$ 1,6 bilhão vs. 3T20. Evolução da receita líquida de +18% vendas ‘mesmas lojas’ (+4,5%)

EBITDA ajustado avançou +36% no trimestre, acima do crescimento das vendas, atingindo R$ 973 milhões e uma margem de 9,0%, um aumento de +1,2 p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado de 9 meses, o EBITDA ajustado totalizou R$ 2,4 bilhões, uma elevação de +33%, com margem de 7,9%, um ganho de +0,7p.p.;

Lucro Líquido de R$ 538 milhões, com crescimento de +34% e margem de 5,0%, um avanço de +0.6 p.p. Lucro Líq. 9M21: +54%

No 9M21, o lucro líquido foi de R$ 1,1 bilhão, um aumento de +54%, superior ao incremento de vendas e EBITDA ajustado, com margem de 3,6%, um avanço de +0,8 p.p;

Dívida Líq./EBITDA -1,84x

Redução sequencial da relação dívida líquida/EBITDA ajustado², alcançando -1,84x no período, uma melhora de 0,6x EBITDA vs. 3T20 (-2,49x),


VAMOS LOCAÇÃO DE CAMINHÕES. MÁQUINAS E EQUIP. S.A.
Lucro Líquido
R$ 111,4 milhões no 3T21, 127% maior em relação ao 3T20 e 11,3% maior em comparado ao 2T21.

Receitas Líquida de R$ 830,3 milhões no 3T21, 78,7% maior comparado ao 3T20 e 24,7% maior comparado ao 2T21.

Receita Futura contratada
de R$ 6,2 bilhões ao final do 3T21, representando acréscimo de 113,1% em relação ao 3T20.

EBITDA de R$ 291,5 milhões no 3T21, acréscimo de 71,4% comparado ao 3T20 e 14,8% comparado com o 2T21.

Posição de caixa e aplicações financeiras de R$ 1.912,7 milhões, suficiente para cobrir a dívida até 2026.


USIMINAS
Receita líquida de R$9,0 bilhões - 5,9% inferior ao 2T21

EBITDA Ajustado
R$2,9 bilhões - 43,0% inferior ao registrado no 2T21 (R$5,1 bilhões). A 

Margem EBITDA Ajustado
32,0% no 3T21, frente a margem de 52,8% no 2T21.

Lucro Bruto
R$3,1 bilhões no 3T21, uma redução de 13,9% em relação ao 2T21 (R$3,6 bilhões).

Lucro Líquido
R$1,8 bilhão; 

Resultado Financeiro do 3T21 foi de R$420 milhões negativos, frente um resultado de R$1,3 bilhão no 2T21

Caixa de R$7,3 bilhões, R$1,2 bilhão superior à dívida bruta.

Capital de giro
R$8,2 bilhões, superior em 18,1% na comparação com o 2T21 (R$6,9 bilhões)

​​Vendas de aço
1,2 milhão de toneladas; 

Produção de minério de ferro
2,5 milhões de toneladas, recorde para a Unidade; 

Vendas de minério de ferro
2,4 milhões de toneladas; 


PETROBRAS - PETRÓLEO BRASILEIRO S.A.
Lucro Líquido
R$ 31,1 bilhões, 27,3% menor que o 2T21 devido principalmente ao efeito da variação cambial sobre a dívida.

Receita Líquida
alcançou R$ 121,6 bilhões no 3T21, um aumento de 9,8% em relação ao 2T21, devido principalmente à valorização do Brent de 5%, ao aumento dos volumes e preços de derivados no mercado interno e à maior receita de gás natural e energia elétrica. 

A receita com derivados no mercado interno foi 18,1% superior ao 2T21, com destaque para as vendas de diesel, gasolina e QAV

EBITDA recorrente: US$ 12 bilhões, sólido fluxo de caixa gerado como resultado de nossas operações, totalizando US$ 10,5 bilhões. Em Reais, o EBITDA Ajustado recorrente foi de R$ 63,9 bilhões.

Dívida Bruta
US$ 59,6 bilhões, antecipando em 15 meses o atingimento da meta.

Fluxo de caixa livre
US$ 9 bilhões - Em 30 de setembro de 2021, o caixa e equivalentes de caixa totalizaram R$ 59,4 bilhões e as disponibilidades ajustadas somaram R$ 62,3 bilhões.

Entradas de caixa oriundas de nossa gestão de portfólio, somando US$ 2,4 bilhões no trimestre, além do recebimento referente ao acordo de coparticipação em Búzios dos parceiros CNODC e CNOOC, de US$ 2,9 bilhões.

Aprovação de antecipação de dividendos no valor de R$ 2, 44 por ação, em complemento aos R$ 2,42 aprovados no 2T21

Investimentos de US$ 6,1 bilhões nos nove meses de 2021, com crescimento de 2,2% com relação ao mesmo período de 2020.

Investimentos no segmento de Exploração e Produção totalizaram US$ 1,5 bilhão, sendo aproximadamente 62% em crescimento.

Receita com Gás Natural
crescimento de 28,1% e de 75,7% com energia elétrica, tendo em vista a piora das condições hidrológicas.


VALE S.A.
Fluxo de caixa livre
US$ 7,765 bilhões, US$ 1,238 bilhão superior ao 2T21.

Lucro Líquido
R$ 20,203 bilhões no 3T21, R$ 19,892 bilhões inferior ao 2T21

EBITDA ajustado proforma
R$ 37,130 bilhões, R$ 22,048 bilhões inferior ao 2T21, principalmente devido a menor receita do negócio de Minerais Ferrosos e Metais Básicos, com preços realizados do minério de ferro mais baixos e da menor receita dos subprodutos de níquel, que foi impactada pela paralisação dos funcionários em Sudbury. 

Dívida Bruta
US$ 11,951 bilhões em 30 de setembro de 2021, em linha com 30 de junho de 2021. 

Dívida Líquida
US$ 2,207 bilhões no mesmo período, US$ 2,945 bilhões superior ao 2T21, devido, principalmente, ao pagamento de dividendos de US$ 7,4 bilhões em setembro e ao programa de recompra de US$ 2,8 bilhões no 3T21, parcialmente compensados pela forte geração de caixa no trimestre.

Prazo médio da dívida
8,8 anos em 30 de setembro de 2021 e o custo médio da dívida depois de swaps de moeda e taxa de juros, foi de 4,62% ao ano, ambos em linha com o 2T21.

CAPEX 3T21
US$ 1.248 bilhões, US$ 109 milhões maior que no segundo trimestre de 2021

Produção de finos de minério de ferro
atingiu 89,4Mt, 18,1% superior ao 2T21.

Reparação Brumadinho
As indenizações e reparações abrangem atualmente mais de 11.400 pessoas através de acordos individuais e de indenização trabalhista, com um total de R$ 2,7 bilhões comprometidos, dos quais R$ 2,5 bilhões já foram pagos. Até setembro, serão destinados R$ 3,9 bilhões referentes aos compromissos, como o programa de segurança da água e as primeiras parcelas no programa de mobilidade urbana e reforço dos programas de serviço público. Para o 4T21, esperamos pagar aproximadamente R$ 9,2 bilhões, dos quais R$ 4,4 bilhões relativos ao programa de transferência de renda.




COMPARTILHAR VIA: