release

Resumo de resultados: 11/Nov/2021

...

ALIANSCE SONAE SHOPPING CENTERS S.A. (B3: ALSO3)
Receita líquida
Ex-ajuste aluguel linear, de R$223,2 milhões, praticamente o mesmo montante registrado no 3T19, e um crescimento de 61,0% em relação ao 3T20.

No 3T21, o NOI da Aliansce Sonae foi de R$183,3 milhões, já após o efeito da provisão para devedores duvidosos (PDD) e ex-ajuste de aluguel linear. O montante representa 94,5% do registrado no 3T19 e um crescimento de 85,8%, em relação ao 3T20.

EBITDA ajustado
Ex-ajuste aluguel linear, foi de R$154,8 milhões, com margem de 69,3%. No 9M21, as despesas gerais e administrativas decresceram 2,1%, em comparação ao 9M19

No 3T21, o AFFO atingiu R$99,0 milhões, em função da forte e consistente retomada na Geração de caixa operacional, conforme a reabertura das operações e flexibilização de medidas restritivas. O AFFO da Companhia já está próximo do nível reportado no 3T19, com variação percentual similar à do EBITDA

Taxa de ocupação
Foi de 95,8% no 3T21, 40 bps superior à taxa do 2T21.

Taxa de inadimplência
Atingiu 1,0% no 3T21, 10,6 p.p. menor que o 3T20. O indicador apresentou expressiva redução de 6,8 p.p. em comparação ao 2T21


COMPANHIA PARANAENSE DE ENERGIA S.A. - COPEL
Receita operacional líquida
Totalizou R$6.977,8 milhões no 3T21, crescimento de 61,2% em relação aos R$4.329,8 milhões registrados no 3T20. Nos nove primeiros meses de 2021, a receita operacional líquida atingiu R$ 17.390,6 montante 34,0% superior aos R$ 12.978,1 milhões registrados no mesmo período de 2020

EBITDA
Abrangendo todos os fatores, inclusive não recorrentes e operações descontinuadas, atingiu R$4.492,4 milhões, aumento de 274,8% em relação aos R$1.198,6 milhões registrados no 3T20.

EBITDA ajustado
Excluídos os itens não recorrentes, atingiu R$ 1.286,7 milhões no 3T21, montante 3,8% superior aos R$ 1.240,1 milhões registrados no 3T20

Lucro líquido
R$ 1.746,6 milhões, montante 161,5% superior aos R$ 668,0 milhões apresentados no mesmo período de 2020, caixa, equivalentes de caixa e títulos e valores mobiliários) totalizaram R$ 5.170,2 milhões, montante 47% superior aos R$ 3.523,3 milhões registrados em dezembro de 2020

Total da dívida consolidada
Somava R$10.459,0 milhões em 30 de setembro de 2021, alta de 5,2% em relação ao montante registrado em 31 de dezembro de 2020, de R$9.946,0 milhões.

Endividamento bruto
Representava 47,7% do patrimônio líquido consolidado, de R$ 21.917,1 milhões, equivalente a R$ 8,01 por ação (Valor Patrimonial por Ação – VPA), e R$ 7,89 por ação considerando o Patrimônio Líquido atribuído aos acionistas controladores


AZUL S.A.
Receita Líquida
Registrou uma receita operacional de R$2,7 bilhões comparado a R$1,7 bilhão no 2T21, representando um aumento de 59.6% no trimestre. Comparado a 2019, a receita operacional teve uma recuperação de 89,7%, em linha com a recuperação da capacidade.

Azul encerrou o trimestre com R$5,3 bilhões de liquidez imediata, incluindo caixa, equivalentes de caixa, investimentos e recebíveis de curto prazo, praticamente estável em relação ao 2T21

Em 30 de setembro de 2021, o prazo médio da dívida da Azul, excluindo passivos de arrendamento de aeronaves, era de 3,4 anos com um custo médio de 6,9%. O custo médio das obrigações em dólares e em reais foi de 9,1% e 6,4%, respectivamente.

RASK
Recuperou para os níveis de 2019 pela primeira vez desde o início da pandemia, atingindo 31,4 centavos. RASK e PRASK aumentaram 12,5% e 19,4% respectivamente no trimestre, impulsionados pela forte recuperação da demanda doméstica, contribuindo para o aumento nas tarifas.

CASK
Atingiu 29,8 centavos, 13,5% inferior ao trimestre anterior. CASK ex-combustível reduziu 19,6% no trimestre, demonstrando a alavancagem operacional disponível para nós à medida em que recuperamos nossa capacidade.

Também pela primeira vez desde o início da pandemia, a Azul apurou lucro operacional, alcançando R$136,3 milhões no trimestre e representando uma margem de 5,0%.

EBITDA 
Também registrou recorde desde o início da pandemia, totalizando R$485,6 milhões e representando uma margem de 17,9%.


SUL AMERICA
Aumento de 3,7% nas receitas operacionais no trimestre e de 5,8% no acumulado do ano, impulsionadas pelos segmentos de saúde, odonto e vida;

Margem Bruta
R$357,2 milhões, 27,1% superior ao 2T21, evidenciando início de recuperação na rentabilidade da operação, acompanhando, principalmente, o menor impacto da pandemia no segmento de saúde ao longo do 3T21, que mostrou redução de mais de 50% em custos assistenciais em relação ao 2T21;

Resultado financeiro
R$110,9 milhões no trimestre, crescimentos de 662,4% e 221,1% em relação ao 3T20 e 2T21, respectivamente, refletindo principalmente os aumentos na taxa básica de juros (Selic), beneficiando a performance de ativos pós-fixados;

Posição de dívida bruta
Era de R$2,1 bilhões, redução de 4,3% na comparação com o mesmo período do ano anterior, com um nível de endividamento, medido pelo indicador dívida bruta / patrimônio líquido, de 25,4%.

Índice de despesas administrativas
Ajustado de 7,4% no 3T21 e de 7,1% no acumulado do ano, fruto da busca constante do controle de despesas administrativas e ganhos em eficiência operacional;

Beneficiários de saúde e odonto
Alcançaram 4,5 milhões, refletindo a expansão de 8,5% em planos coletivos;

Crescimento de 341 mil beneficiários em planos coletivos vs. 3T20, sendo 133 mil em saúde e 208 mil em odonto;

Aumento de 290 mil segurados no segmento de Vida, com recuperação de receitas em mais um trimestre (+10,9%) neste portfólio que sofreu com os impactos da pandemia;

Sinistralidade consolidada de 84,6% no trimestre, ainda refletindo os impactos decorrentes dos casos de COVID-19, combinados à retomada dos níveis normais de frequência de procedimentos eletivos em saúde;


JBS 
Receita líquida consolidada
R$92,6 bilhões, o que representa um aumento de 32,2% em relação ao 3T20,

EBITDA ajustado
R$13,9 bilhões, o que representa um aumento de 74,2% em relação ao 3T20, com destaque para a unidade JBS USA Beef. 

Margem EBITDA
15,0%

EBITDA ajustado
Nos últimos 12 meses, apresentou novo recorde, atingindo R$39,5 bilhões (U$7,4 bilhões), com margem EBITDA de 12,0%.

Lucro líquido
Registrou recorde de R$7,6 bilhões, 142,1% maior que no 3T20, e representou um lucro por ação de R$3,01.

Fluxo de caixa das atividades operacionais
R$10,8 bilhões, um aumento de 40% em função principalmente da melhora na performance operacional.

Dívida líquida
Em reais aumentou de R$51,5 bilhões no 3T20 para R$61,0 bilhões no 3T21, com a alavancagem reduzindo de 1,83x para 1,52x no período.


VIA VAREJO S.A.
Receita Bruta consolidada
Apresentou recuo de 6,7% frente ao 3T20 para cerca de R$8,7 bilhões apesar do positivo desempenho da receita online, que apresentou crescimento de 10,6% e representou 43% da receita bruta total.

Margem bruta operacional
31,0%, superior em 1,5p.p. vs. 3T20

EBITDA Ajustado operacional
R$669 milhões no período, com margem de 9,1%, 1,1p.p. superior ao 3T20 e crescimento de 6,7%. No 9M21, o EBITDA Ajustado operacional cresceu 11,2%. Na linha do EBITDA, o impacto relacionado à atualização dos processos trabalhistas foi de R$1 bilhão.

Lucro líquido
Comparável para os ajustes não recorrentes foi de R$101 milhões (margem líquida de 1,4%), basicamente estável em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Posição de caixa líquido ajustado
R$ 2,7 bilhões 

Indicador de alavancagem financeira
Medido pelo caixa líquido/EBITDA ajustado dos últimos 12 meses ficou em 1,4x em setembro/21, com posição de caixa, incluindo recebíveis de cartões de crédito de R$6,9 bilhões ao final de setembro de 2021.


SLC AGRICOLA
Receita líquida
Cresceu 2,4% e 33,0% em relação ao 3T20 e ao 9M20, respectivamente

EBITDA Ajustado
Atingiu R$330,6 milhões, com crescimento de 36,6%. A margem EBITDA Ajustada foi de 35,1%, aumento de 8,8 p.p. frente ao 3T20. Alcançamos R$1,108 bilhão de EBITDA Ajustado nos 9M21, representando um aumento de 94,6% em relação ao 9M20. A margem EBITDA Ajustada, também recorde, registrou 39,4%, aumento de 12,5p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior

Lucro líquido
R$113,7 milhões no 3T21 e R$937,8 milhões no 9M21.
Em ambos os períodos com um crescimento bastante robusto e com incremento de margem líquida de 18,1p.p. no trimestre e 19,3p.p. no período acumulado de 9 meses.

Geração de Caixa Livre
Foi positiva no trimestre, em R$82,4 milhões, refletindo a melhora no fluxo de caixa que é característica normal para essa época do ano

Geração de Caixa Livre
Ainda é negativa, em R$366,8 milhões. 

Dívida Líquida Ajustada
Encerrou o terceiro trimestre de 2021 em R$2,2 bilhões, apresentando um aumento de R$1,5 bilhão em relação ao fechamento de 2020.


SIMPAR
Lucro Líquido
Recorde de R$399 milhões (+358% vs. 3T20 e +2% vs. 2T21);

EBITDA
Recorde de R$1,2 bilhão (+98% vs. 3T20 e +21% vs. 2T21);

Receita Bruta
Recorde de R$4,4 bilhões (+52% vs. 3T20 e +25% vs. 2T21);

Indicador de Alavancagem Dívida Líquida / EBITDA da JSL no 3T21 é de 3,0x WEG S.A

Receita Operacional Líquida
Apresentou crescimento de 29,1% sobre o 3T20, sendo 40,6% no mercado interno e 20,3% no mercado externo

Lucro Líquido
R$ 812,9 milhões, com crescimento de 26,2% em relação ao 3T20 e queda de 28,4% em relação ao 2T21. A margem líquida atingiu 13,1%, 0,3 ponto percentual inferior ao 3T20 e 6,6 pontos percentuais inferior ao 2T21.

Geração de Caixa nas Atividades Operacionais
R$ 625,7 milhões nos primeiros nove meses de 2021

ROIC
Acumulado nos últimos 12 meses, mostrou evolução de 8,0 pontos percentuais em relação ao 3T20, atingindo 31,3%.

Endividamento
Era de 9,7 meses ao final do trimestre, sendo de 18,5 meses referente à parcela de longo prazo. Em dezembro de 2020 estes valores eram de 18,5 meses e de 21,8 meses, respectivamente;


LOG-IN LOGISTICA INTERMODAL S.A.
Receita Operacional Líquida (ROL) (R$ MM)
Crescimento de 20,4%

EBITDA
106, 3 milhões, +20,7% em relação ao 3T20

Margem EBITDA
29,6% e aumento de 1,5p.p  em relação ao 3T20

Lucro Líquido
R$60,3 milhões, aumento de 562,3% em relação ao 3T20. 9M21 x 9M20


PORTO SEGURO S.A.
Receita Total
15,4% (vs. 3T20) no trimestre e de 13,0% no acumulado do ano (vs. 9M20)

Resultado Financeiro
R$54,7 milhões no 3T21 (-56,2% vs. 3T20) e de R$422,5 milhões no 9M21 (-32,0% vs. 9M20)

Lucro líquido Recorrente
R$206,5 milhões no trimestre, -47,5%  em relação ao 3T20 e de R$880,6 milhões no acumulado de janeiro até setembro de 2021.

A sinistralidade total permaneceu em linha com a média histórica (55,3% no 3T21 vs. 55,4% de média entre 2010 -2019).


TOTVS S.A
Receita Líquida
Apresentou crescimento de 26% ano contra ano, chegando a R$855 milhões,

Margem EBITDA Ajustada
Encerrou o trimestre em 22,5%, 130 pontos base abaixo do 3T20

Lucro Caixa
Cresceu 15% no 3T21 quando comparado ao mesmo período do ano anterior

Dívida Bruta Ajustada
Encerrou o trimestre em R$1,9 bilhão, patamar similar ao apresentado no 2T21. Quando comparado ao 3T20, o crescimento de 703% é resultante essencialmente da 3ª emissão de debêntures no 2T21

Caixa e Equivalentes
Encerrou o 3T21 em R$2,3 bilhões.  Posição de caixa líquida, com aproximadamente 70% da Dívida Bruta Ajustada com prazo de vencimento superior a 24 meses.


NOTRE DAME INTERMEDICA
Receita Líquida
R$ 3.220,7 milhões, 19,3% de crescimento em relação ao 3T20

EBITDA Ajustado
Foi de R$132,0 milhões (equivalente a 4,1% da receita líquida), uma redução de 70,8% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Lucro (Prejuízo) Líquido da Companhia
Atingiu R$(90,7) milhões no 3T21, revertendo o lucro obtido no 3T20.

Dívida Líquida
R$1.998,9 milhões no 3T21, 2,3x o EBITDA Ajustado dos últimos 12 meses

Sinistralidade Caixa
80,1%

Em 30 de setembro de 2021, a subsidiária NotreDame Intermédica Saúde S.A. (“Operadora” ou “NDIS”) apresentou suficiência de solvência consolidada de R$558,2 milhões, tendo R$2.151,2 milhões de Patrimônio Mínimo Ajustado frente uma Solvência Exigida pela ANS de R$1.593,1 milhões.

Adição líquida de 610,2 mil beneficiários nos planos de saúde, sendo 90,1 mil de novos beneficiários adicionados organicamente e 520,1 mil oriundo das aquisições


TRANSMISSORA ALIANÇA DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. - TAESA
Receita operacional líquida regulatória
R$ 497,5 MM no 3T21 e de R$ 1.286,3 MM no 9M21, apresentando um crescimento de 29,8% e 12,6% na comparação com os respectivos períodos de 2020

EBITDA regulatório
Totalizou R$421,0 MM no trimestre e R$1.068,8 MM nos primeiros nove meses do ano, registrando um aumento expressivo de 32,6% e de 12,8% contra o 3T20 e 9M20. 

Margem EBITDA
Ficou em 84,6% no trimestre (+1,8pp contra o 3T20) e 83,1% no acumulado (+0,1pp contra o 9M20). 

Lucro líquido
Somou R$ 536,9 MM no 3T21, 18,3% menor que o registrado no mesmo período de 2020

Dívida Bruta da Companhia
Totalizou R$6.827,9 MM, 2,4% maior que no trimestre anterior. 

O caixa da Companhia ficou em R$977,7 MM, registrando um crescimento de 34,1% no trimestre e resultando em uma dívida líquida de R$5.850,2 MM, 1,5% menor que o 2T21.


EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A.
Vendas líquidas
R$329 milhões (R$277 milhões %Even), A VSO consolidada do trimestre foi de 11%, sendo 18% a VSO de lançamentos.

Estoque
Encerrou o 3T21 em R$ 2,9 bilhões em valor potencial de vendas e R$ 2,3 bilhões 

Receita líquida
R$526 milhões, 21% de crescimento versus 3T20.

Lucro bruto 
R$151 milhões no 3T21, cuja margem bruta ex-financiamentos no 3T21 foi de 30,1%

Resultado financeiro
Positivo em R$ 18 milhões

Lucro líquido
R$52 milhões, com margem líquida de 12,1%

Caixa e equivalentes
30 de setembro de 2021, o saldo de disponibilidades era de R$1,1 bilhão.


EQUATORIAL ENERGIA S.A.
EBITDA Consolidado Ajustado
Alcançou R$ 1.454 milhões no trimestre, aumento de 23,8%, beneficiado pelo expressivo aumento do mercado nas distribuidoras e aumento da tarifa fio B.

Resultado Financeiro
Atingiu R$ 446 milhões negativos contra R$ 118 milhões negativos no 3T20.

Alavancagem consolidada
Registrou 2,1x, medida pela relação Dívida Líquida/EBITDA Ajustado, estável em comparação ao 3T20 (2,0x). As disponibilidades atingiram R$ 9,6 bilhões, correspondendo a 2,0x da dívida de curto prazo.

Receita Líquida
Atingiu R$ 223 milhões e os custos e despesas operacionais totalizaram R$ 18 milhões.

Dívida Bruta Consolidada
Considerando encargos, credores financeiros da recuperação judicial (líquido de ajuste a valor presente) e debêntures, atingiu R$ 22.723 milhões já considerando a consolidação da CEEED, um aumento de 21,4%.

Dívida Líquida Consolidada
Totalizava R$ 11,4 bilhões, implicando numa relação dívida líquida/EBITDA de 2,1x.


CAIXA SEGURIDADE
Receita Operacional: R$ 659,7 mi
3T20: R$ 649,9 mi (1,5%)
2T21: R$ 541,5 mi (21,8%)
9M20: R$ 1,6 bi (7,3%)

Lucro líquido recorrente: R$ 492,1 mi
3T20: R$ 508,1 mi (-3,1%)
2T21: R$ 426,6 mi (15,4%)
9M20: R$ 1,3 bi (2,6%)

Resultado financeiro
Fechou o terceiro trimestre de 2021 com o saldo de R$ 5,0 milhões, acumulando R$ 7,3 milhões no ano.
Retorno sobre patrimônio líquido recorrente (ROE)
Atual de 37,4% ao ano ficou acima do registrado no terceiro trimestre de 2020 (36,4%) e abaixo segundo trimestre de 2021 (38,7%).

 

 

COMPARTILHAR VIA: