Securitização de dívida

A securitização é operação por meio da qual se reúne uma variedade de ativos financeiros e não financeiros – chamados “ativos base” –, sobre os quais se emitem títulos financeiros negociáveis. A securitização de recebíveis em geral é operação em que o emitente do título garante ao adquirente o direito ao crédito ou recebível livre do risco próprio do emissor. Assim, esses direitos creditórios ou recebíveis saem do balanço do emitente liberando capital para novos empréstimos, no caso dos bancos, ou liberando recursos para outras finalidades, no caso de empresas. A securitização de dívidas pode ser entendida como um processo de renegociação de dívidas, em muitos casos vencidas e não pagas, tendo como mecanismo subjacente a novação contratual ou repactuação de cláusulas previstas nos contratos originais. Para saber mais, consulte as Perguntas Mais Frequentes sobre Títulos Públicos e Gestão da Dívida Mobiliária.