Ajuste patrimonial e metodológico

Engloba o reconhecimento de dívidas do setor público geradas no passado (“esqueletos”) e que já produziram impacto macroeconômico; os efeitos do processo de privatização de empresas (receitas de venda e transferências de dívidas para o setor privado); o ajuste metodológico da dívida do setor externo e da dívida interna indexada ao câmbio, devido à conversão dos saldos pela taxa de câmbio de final do período e dos fluxos pela taxa de câmbio média do mês; e o ajuste de paridade da cesta de moedas que integram as reservas internacionais e a dívida externa, e demais ajustes da área externa.